Junta de Freguesia de Curalha

Pontos de Interesse

Castro da Curalha


Castro de Curalha,  o mais conhecido das dezenas que existem no concelho de Chaves, a sua  posição privilegiada, com bons acessos, permite uma visita pormenorizada em qualquer altura do ano. Visita aprazível na Primavera e no Verão. Da sua posição   altaneira, num monte sobranceiro ao Rio Tâmega, a mais de 400 metros de altitude, avista-se uma paisagem deslumbrante, desde o casario aglomerado da aldeia de Curalha até ao verde que domina as redondezas.

O Castro de Curalha dista 1km do centro da aldeia e fica situado num monte rochoso, a 400m de altitude. Tem uma configuração oval, estando o seu eixo maior orientado na direção E-W e medindo internamente 93,50m. A largura máxima é de 61,40m e o perímetro tem aproximadamente 240m.

 O castro era protegido por muralhas, das quais se conhecem três, com três portas e respetivas rampas de acesso. A largura das muralhas varia entre 3,30m e 4,25m.

 Dentro do antigo povoado castrense, subsistem ainda alicerces de casas de forma quadrada, parte delas reconstruídas, bem como algumas pedras fincadas, que serviam nas estratégias de defesa.

É provável que o período de ocupação do Castro de Curalha se tenha estendido entre os séculos VIII ou VII a.C. até aos séculos II ou III d.C.


ESTAÇÃO FERROVIÁRIA DO TÂMEGA




Estação Ferroviária de Tâmega é uma interface ferroviária desativada da Linha do Corgo, que servia a localidade de Curalha, no Concelho de Chaves, em Portugal.

Linha do Tâmega, originalmente denominada de Caminho de Ferro do Valle do Tâmega ou Linha do Valle do Tâmega, é uma ferrovia de via estreita  (1000 mm) no norte de Portugal, que liga a estação de Livração (na Linha do Douro) à estação de Arco de Baúlhe, numa extensão total de 51,733 quilómetros ; foi inaugurada, na sua totalidade, no dia 15 de Janeiro de 1949 , tendo sido completamente encerrada em 2008, por motivos de obras de beneficiação, no troço entre Livração e Amarante. 

MOINHO



Moinhos de vento são todos aqueles moinhos que utilizam o vento como fonte de energia, a chamada (energia eólica).

Moinhos de água são os moinhos que fazem uso da água corrente (energia hidráulica).

O moinho de água apareceu no século II d. C. com os gregos e os romanos, que depois o espalharam pela Europa. Serviam, como indica a sua etimologia, para moer cereais e transformá-los em farinha.

É um engenho muito simples e que foi utilizado durante praticamente dois milénios, permanecendo ainda em uso, embora tendencialmente decadente, no século XX


POLDRADO



Curalha, sede de freguesia, a 7 Km de Chaves. Vive da agricultura e da cidade. Em tempos, com o comboio, Curalha até tinha estação, a estação do Tâmega, que tinha a sua importância, principalmente em mercadorias e na sua situação estratégica junto à Estrada Nacional 103, então a única ligação com terras de barroso e junto ao acesso da A24, ponto de ligação ao centro da cidade de Chaves. Com o passar dos tempos fica a história e com ela as memórias: estação de comboio, moinhos, pontes construídas em pedra da região, Castro, etc. todos estes pontos são de referência e dignos de serem visitados. Sendo a maior parte deles já identificados, decidi localizar mais um. Uma ponte sobre o rio Tâmega, é uma ponte de granito chamada de Poldrado de Curalha (poldras ou passadiço) em bom estado de conservação.


  • Partilhar 

© 2022 Junta de Freguesia de Curalha. Todos os direitos reservados | Termos e Condições